Como as cooperativas de crédito podem ajudar sua empresa? -

Como as cooperativas de crédito podem ajudar sua empresa?

Se conseguir crédito tem sido um desafio para você, as cooperativas de crédito podem ser uma solução. Alguns benefícios são as taxas de juros menores, a flexibilidade e o atendimento personalizado

Já ouviu o ditado “a união faz a força”? Pois é, essa ideia se encaixa no conceito das cooperativas de crédito, no qual os membros são, ao mesmo tempo, proprietários e usuários dos serviços oferecidos. Mas você sabe como esse sistema pode ajudar sua empresa a conseguir crédito para investimentos ou outras finalidades? Quais são as diferenças entre uma cooperativa de crédito e um banco? E como ingressar em uma cooperativa?

“As cooperativas de crédito funcionam de forma semelhante aos bancos, oferecem serviços financeiros como contas correntes, empréstimos, investimentos e cartões de crédito. Porém, as decisões são tomadas democraticamente, com cada membro tendo direito a um voto, independentemente da quantidade de capital que possuam na cooperativa”, explica o gestor do Núcleo de Acesso ao Crédito do Rio Grande do Sul, Mauricio Azeredo.

No NAC Responde deste mês, aqui na Agência de Notícias da Indústria, vamos responder essas e outras dúvidas dos empresários sobre as cooperativas de crédito com o especialista do NAC/RS.

1.Quais são as finalidades de uma cooperativa de crédito?

As cooperativas têm finalidades centradas na ideia de promover o bem-estar econômico e social dos membros. As principais são:

Atender às necessidades dos membros: As cooperativas são formadas para satisfazer as necessidades econômicas, sociais e culturais dos membros. Isso pode incluir acesso a serviços financeiros, compra em grupo de produtos ou serviços, ou apoio mútuo em diversas áreas.

Promover o princípio da cooperação: Elas se baseiam no princípio da cooperação entre os membros e buscam promover a cultura de solidariedade, equidade e participação democrática, onde cada membro tem voz e voto nas decisões.

Fomentar o desenvolvimento local: Muitas cooperativas têm um forte foco em desenvolver as comunidades locais. Isso pode ser feito através do apoio a pequenos produtores, criação de empregos locais, investimentos em infraestrutura comunitária, entre outras iniciativas.

Oferecer serviços de qualidade a custos acessíveis: Ao operar sem fins lucrativos e com estruturas de custos mais enxutas, as cooperativas podem oferecer uma variedade de serviços de qualidade a preços mais acessíveis do que as instituições tradicionais.

Promover a educação e o empoderamento: As cooperativas não apenas oferecem serviços financeiros ou produtos, mas também buscam educar os membros sobre questões financeiras, de gestão e governança. Isso contribui para o empoderamento econômico e social dos membros e suas comunidades.

2. Quais são as diferenças entre cooperativas de crédito e outras instituições financeiras?

Propriedade e Governança: Nas cooperativas de crédito, os membros são os donos e têm direito a voto nas decisões. Em outras instituições, como bancos comerciais, as decisões são geralmente tomadas por acionistas.

Objetivos: As cooperativas de crédito são orientadas para servir os membros, enquanto outras instituições financeiras podem visar ao lucro dos acionistas.

Acesso a Serviços Financeiros: As cooperativas de crédito, geralmente, oferecem uma variedade de serviços financeiros semelhantes aos bancos, como contas correntes, empréstimos e investimentos, mas podem ter condições e taxas diferentes.

Tamanho e Escala: As cooperativas de crédito podem ser menores e operar de forma mais localizada do que bancos comerciais e outras instituições financeiras, embora algumas cooperativas tenham crescido e se expandido para atender a uma base de membros mais ampla.

3. Quais são os requisitos para uma empresa se tornar membro de uma cooperativa de crédito?

A empresa precisa ser legalmente registrada e operar de acordo com as leis brasileiras. Além disso, a cooperativa de crédito pode ter critérios específicos sobre o tipo de atividade econômica da empresa e localização.

Em alguns casos, a empresa pode precisar contribuir com um valor específico como capital social para se tornar membro e requerer a aprovação da assembleia de membros.

Algumas podem se especializar em servir empresas de setores específicos, como agrícola, industrial, comercial, entre outros.

E por fim, mas não menos importante, a empresa precisará fornecer documentação que comprove a existência legal, como contrato social, CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica), comprovante de endereço, entre outros documentos exigidos pela cooperativa.

4. Agora, quais são as vantagens de optar por crédito de cooperativa?

Alguns dos benefícios são a flexibilidade nos termos do empréstimo; o atendimento personalizado e consultivo; menos burocracia; e taxas de juros, geralmente, mais baixas.

5. Como as cooperativas avaliam os riscos para conceder crédito?

As cooperativas de crédito fazem uma análise detalhada das finanças da empresa, histórico de pagamentos, garantias oferecidas e avaliação do setor. Também consideram fatores como tempo de operação da empresa, modelo de negócios e experiência da gestão para determinar a elegibilidade e os termos do crédito concedido.

6. Como as cooperativas de crédito podem beneficiar MPMEs?

As cooperativas de crédito tendem a ter uma estrutura de governança mais transparente, o que pode proporcionar uma experiência financeira mais favorável para empresas de menor porte.

Além disso, as cooperativas de crédito muitas vezes têm um foco na comunidade, o que pode resultar em um maior apoio e envolvimento local para as empresas que operam dentro dessas comunidades.

No entanto, é importante notar que os bancos tradicionais também oferecem uma ampla gama de serviços e podem ter recursos adicionais disponíveis para atender às necessidades específicas das empresas. Portanto, a escolha entre uma cooperativa de crédito e um banco tradicional pode depender das circunstâncias individuais e das preferências da empresa.

7. Quais são as tendências futuras para o papel das cooperativas de crédito?

As cooperativas de crédito tendem a desempenhar um papel crucial no apoio ao desenvolvimento sustentável das MPMEs, ao oferecer acesso a serviços financeiros inclusivos, soluções personalizadas e apoio especializado.

Tem dúvidas? O NAC Responde!

Todo mês, o NAC Responde, produzido pela Agência de Notícias da Indústria, responde as dúvidas mais frequentes de empresários e gestores na hora de buscar crédito para os negócios.


“Por meio das orientações, o NAC facilita o acesso ao crédito de micros, pequenas e médias empresas industriais. O crédito é essencial para o funcionamento das empresas, seja para viabilizar novos investimentos ou para atender às necessidades rotineiras de caixa”, pontua o gerente de Política Econômica da CNI, Fábio Guerra.


Desde 2015, o NAC, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), assessora MPEs industriais sobre as linhas de crédito disponíveis no mercado, dando suporte com informações sobre documentação, taxas de juros, garantias, número de parcelas, itens financiáveis, entre outras.

Saiba mais pelo site do Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC) ou entre em contato com a federação das indústrias do seu estado.


Notícias Relacionadas
Read More

Garantias exigidas pelos bancos barra liberação de crédito para empresários

Os empréstimos da Caixa terão carência de nove a 12 meses, e pagamento entre 24 e 36 meses. Os microempreendedores poderão solicitar até R$ 12,5 mil; as microempresas, até R$ 75 mil; e as empresas de pequeno porte até R$ 125 mil. Esses recursos estão disponíveis para empreendimentos dos setores de indústria, comércio e serviços.