Desenrola Pequenos Negócios alcança a marca de R$ 2,5 bilhões em dívidas renegociadas -

Desenrola Pequenos Negócios alcança a marca de R$ 2,5 bilhões em dívidas renegociadas

Segundo dados do Ministério do Empreendedorismo, Micro e Pequenas Empresas, o programa já atendeu mais de 42 mil pequenos negócios, com quase 70 mil contratos negociados, somente até o dia 2 de julho.

O Presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin, comemorou a marca de R$ 2,5 bilhões em dívidas renegociadas por meio do programa Desenrola Pequenos Negócios. Durante sua participação no Transformar Juntos, evento realizado pelo Sebrae para promover a participação das micro e pequenas empresas nas compras públicas, Alckmin destacou a importância do Desenrola, que está contribuindo para recuperar o fôlego dos empreendedores com a liquidação ou redução de dívidas.

Segundo dados do Ministério do Empreendedorismo, Micro e Pequenas Empresas, o programa já atendeu mais de 42 mil pequenos negócios, com quase 70 mil contratos negociados, somente até o dia 2 de julho. O resultado alcançado no último levantamento feito pelo Ministério é duas vezes maior que o registrado até o dia 12 de junho, quando havia sido refinanciado um valor de R$ 1,25 bilhão.

O presidente do Sebrae, Décio Lima, também celebrou os números do Desenrola Pequenos Negócios. “Nós temos no Brasil cerca de 6,5 milhões de CNPJs que estão nessa situação de renegociar suas dívidas para resolver a situação de empréstimos que ficaram pendentes no passado. Com isso, esses empreendedores podem tirar um peso de suas costas e voltar a pensar em crescer, gerar empregos e até – quando for oportuno – buscar um novo crédito”, avaliou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Notícias Relacionadas
Read More

KPMG: varejo tem alta de fusões e aquisições no 3T20

Os dados são de uma pesquisa exclusiva da KPMG sobre fusões e aquisições com 43 setores da economia brasileira. De acordo com o material, os setores com maior quantidade de transações desse tipo no 3T20 foram os seguintes: companhias de internet (116), tecnologia da informação (57) e instituições financeiras (25).